quinta-feira, 25 de abril de 2013

MÚSICA: Theme from Witches Dance, Paganini

Giovanni D'Andrea longa-metragem 010
CARTAZ DO CONCERTO QUE O GIOV. D'AND. FEZ JUNTO COM NICCOLÒ PAGANINI


Hoje, 25 de abril de 2013, eu tive a sorte e oportunidade, que poucas pessoas tiveram, de voltar no tempo, direto para 06 de julho de 1832, e ser apresentado no mesmo cartaz que o grande mestre virtuose do violino Niccolò Paganini. Ele que, pelo seu brilhantismo inusitado no instrumento, em vida sempre foi conhecido pelo fato de ter um pacto com o diabo. Não que eu acredite nessas crendices tolas... Mas, eu vi... Que tem, tem...

Compareceram nesta congregação, motivados pelo violino do diabo, Niccolò Paganini, várias espécimes de bruxas e magos, que ao som do theme from witches dance, cada um “teimou e enfrentou o mundo se rodopiando ao som” dos violinos... “Como fosse um lar, seu corpo à valsa triste, iluminava e a noite caminhava assim. E como um par, o vento e a madrugada iluminavam a fada, do meu botequim. Valsando como valsa uma criança, que entra na roda, a noite tá no fim”, “como se não fosse um tempo, em que já fosse impróprio se dançar assim...” Oswaldo Montenegro, Harry Potter, Hermione, Merlin, Merlusina, Maga Patalógica, Madame Min, Morgana e muitos outros... Alguns vieram de Vassouras/RJ, outros em seus unicórnios de dois chifres e outros ainda... Ah sei lá, que diferença isso faz ?  Eu nem falo francês, muito menos toco um ou mais BANDOLINS... Vieram andando, talvez...

Nós tivemos a oportunidade de apresentar o Theme from "Witches Dance" (que no futuro foi utilizado pelo professor Suzuki, numa metodologia de fácil leitura, que até eu que sou mais bobo consegui ler, sem professor... Claro, que tenho minhas dificuldades... Eu falo pra um dedo ir para esquerda e ele vai pra direita e vice-versa... Então, parece até que eu estou desafinando um pouco... Mas, sabe como é, né ? Os dedos da mão têm vida própria, nem sempre obedecem a gente...). Peço, também, desculpas pela qualidade do filme, porque eu estava em casa sozinho e eu mesmo tive que me filmar... E, sabe como é, também, né ? Recuperar um filme que é uma preciosidade de 1832... Nunca fica uma película muito boa... A qualidade do som também enfraquece um pouco... Não que eu tenha desafinado... Bom, é isto, fica meu abraço saudoso pro Paganinininini, além desta homenagem, ele que trouxe o melhor som que este planeta já ouviu... (Vide FRASE Nº 68... Pô, clica em FRASES... Não precisa saber contar, basta ver este desenho 6 8 e ler a frase... Tudo eu tenho que ensinar...)

Bom, aqui me findo, desta festa, lembrando você, caso tenha gostado, que tem mais violino surreal no vídeo do Salvador Dalí, pode ser que você goste ainda mais. Mas, caso não tenha gostado, vale a pena ir lá assistir, pois pode ser que você deteste ainda mais, mas pelo menos ria um pouco, porque afinal, para mim, só importa a sua felicidade...

OBS (ótimo, bom saber): A FRASE Nº 109 EXPLICA ESTE TEXTO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O monólogo do artista passa a estabelecer diálogo com o público quando sua arte é comentada...